© istock/ Phaelnogueira
© istock/ Phaelnogueira

Uma viagem cultural pela cidade de São Paulo e os seus incríveis museus

4 minutos de leitura

Esta é uma história traduzida com a ajuda da tecnologia.

Este texto foi traduzido para Português a partir do original em English

Descubra novas formas de interagir com a arte e conheça mais sobre as criações brasileiras!

MASP : arte moderna a partir de uma perspectiva diferente

"MASP", a abreviatura de "Museu de Arte de São Paulo", foi o primeiro museu de arte moderna da América Latina. O museu foi fundado em 1947, mas foi apenas em 1968 que foi transferido para a morada actual, "Avenida Paulista", o coração da metrópole. O edifício moderno, feito de vidro e betão, foi projectado por Lina Bo Bardi, que pretendia dar uma sensação de espaço flutuante. A construção suspensa sustentada por duas vigas de betão maciço cria um verdadeiro impacto. Para além de servir para iluminar o espaço, também proporciona uma área extensa ao nível do solo, concebida para ser um local de actividades polivalentes. Este imenso espaço livre, como é chamado, é um ótimo lugar para encontros e eventos sociais. Todos os domingos, das 20h às 17h, o famoso mercado de antiguidades acontece neste mesmo local. É um dos mercados de rua mais famosos da cidade.

Apreciar o edifício do museu que se tornou uma "obra-prima da arquitetura do século XX" já é um entretenimento agradável. No entanto, o interior causa uma impressão surpreendente: todas as obras de arte são apresentadas em vitrines de vidro transparente penduradas no meio da galeria. A sensação de flutuação do exterior é também visível no interior. A coleção de arte, suspensa em molduras transparentes, dá ao público a liberdade de circular e observá-las de todos os ângulos, mesmo para trás. Outra peculiaridade é a ausência de uma direção recomendada; portanto, o visitante pode escolher seu próprio caminho através do museu. Estas características servem aproximar mais a obra de arte e o observador. É, de facto, uma forma diferente de interacção.

Além da coleção permanente, o MASP promove um amplo programa com exposições, oficinas e outras atividades leccionadas que abraçam a missão do museu de "promover de forma crítica e criativa os diálogos entre o passado e o presente, culturas e territórios, através das artes visuais".

Confere a agenda do museu antes de ir e aproveita as experiências transformadoras que ele propõe.

© istock/ Luciano_Marques
© istock/ Luciano_Marques
© istock/ Phaelnogueira
© istock/ Phaelnogueira

Pina Estação, uma ênfase na Arte Brasileira

Para ter uma interação mais profunda com a arte brasileira, recomendo que visites a "Pinacoteca de São Paulo", localizada no centro da cidade. Inicialmente construída para ser uma escola de arte chamada "Liceu de Artes e Ofícios", o edifício que alberga o museu é outro marco. Historicamente falando, foi o primeiro museu de arte da cidade, e enfatiza a produção brasileira do século XIX até os dias de hoje.

A extensa renovação ocorrida no final dos anos 90 acentuou a sua magnífica arquitectura. Pessoalmente, admiro a fachada original de tijolo exposto, que, combinada com o projecto de iluminação adicionado durante a remodelação, transformou o edifício numa vista majestosa.

Em 2004, o museu incorporou um outro edifício que costumava ser um armazém e escritórios para a empresa ferroviária local, "Sorocabana". Por esta razão, o museu mudou o seu nome para Estação Pinacoteca, mas é calorosamente chamado de Pina Estação. O novo projecto abrangeu uma parte das exposições temporárias do museu. Outra característica interessante do museu é "O Memorial da Resistência de São Paulo". Esta instituição foi criada para preservar as memórias da resistência e da opressão política que ocorreu no Brasil, durante a ditadura militar entre 1964 e 1985.

Além da coleção permanente, o Pina Estação oferece muitas exposições interessantes. Tenho a certeza que terás uma visita agradável.

© istock/ Alfribeiro
© istock/ Alfribeiro
© istock/ diegograndi
© istock/ diegograndi

MIS: o museu preferido de São Paulo

"MIS", a abreviatura de "Museu da Imagem e do Som" é um dos museus mais populares da metrópole. Fundado em 1970, o MIS tem uma coleção permanente de 200.000 peças que incluem fotografias, filmes, vídeos e cartazes. Apesar das exposições nacionais e internacionais oferecidas pelo MIS, o que realmente o torna a preferência dos locais é a grande variedade de programas culturais voltados para todos os tipos de público. As atividades incluem cinema, dança, música, vídeo e fotografia. Por exemplo, "Cinematographo" é um programa que projecta filmes mudos com uma banda ao vivo. Não é fascinante? Entre os vários projectos desenvolvidos pelo museu, o "Etéreo MIS" é outra iniciativa dedicada ao apoio à música nacional independente. Para o público jovem, há uma maratona infantil, propondo atividades gratuitas para as crianças e as suas famílias. Estes e muitos outros projectos educacionais oferecidos pelo museu tornam-no o centro cultural mais movimentado da cidade.

Antes de planeares a tua visita, sugiro que consultes o website do museu para ver o programa actual. Há sempre muitas coisas fantásticas a acontecer. É garantido ter coisas fascinantes para veres ou ouvires, enquanto visitas o MIS. Aproveita!

© Commons. Wikimedia/ no author
© Commons. Wikimedia/ no author

O autor

Luciane Oliveira

Luciane Oliveira

Meu nome é Luciane, sou do Brasil e morei no México e na Suíça. Adoro viajar, sou apaixonada por comida, praias e passeios de bicicleta. Tenho orgulho de compartilhar histórias sobre meu maravilhoso país.

Histórias de que também poderá gostar