© Wikimedia Commons/ Ailtonjx
© Wikimedia Commons/ Ailtonjx

Uma experiência de viagem no tempo - Mosteiro de Macaúbas, Minas Gerais

2 minutos de leitura

Esta é uma história traduzida com a ajuda da tecnologia.

Este texto foi traduzido para Português a partir do original em English

Como já deves ter visto em artigos anteriores, Minas Gerais é um estado muito tradicional, e particularmente famoso pela sua exploração mineira e as técnicas de plantação de café. Portanto, é um lugar perfeito para ser explorado, especialmente para quem ama natureza, história e quem quer ter um entendimento mais profundo do estilo de vida nas antigas colónias, como o Brasil.

Algumas das tradições foram preservadas - principalmente as mais ligadas ao catolicismo. O Brasil é um país muito religioso, e muitos pontos turísticos estão relacionados a arquitetura, artes e eventos religiosos. É o caso do Mosteiro de Macaúbas, dedicado a Nossa Senhora da Conceição de Macaúbas.

© Wikimedia Commons/ Ailtonjx
© Wikimedia Commons/ Ailtonjx

Localizado na pequena e antiga cidade de Santa Luzia (a cerca de 40 minutos de carro de Belo Horizonte), este é um mosteiro aberto a visitante que estejam à procura de passar algum tempo num lugar espiritual e tranquilo. Hoje em dia vivem e trabalham neste mosteiro cerca de 16 freiras, que preparam e vendem vinho rosé e doces feitos de frutas, como laranja e figos. Elas raramente podem deixar o mosteiro e, mesmo na igreja, elas têm espaço separado do resto dos visitantes. Isto não te faz voltar atrás no tempo?

Mosteiro de Nossa Senhora de Conceição de Macaúbas
Mosteiro de Nossa Senhora de Conceição de Macaúbas
MG-020 Km 37.5, Santa Luzia - MG, Brasil

A história do Mosteiro de Macaúbas

Em 1711, o ermita Félix da Costa chegou do estado de Alagoas a Santa Luzia, onde construiu uma capela dedicada a Nossa Senhora da Conceição de Macaúbas, de quem foi devoto. Antes da sua chegada, ele teve uma visão de si mesmo vestido de monge no lugar exato onde se encontra o Mosteiro, e esse foi o ponto de partida para fundar esta mansão religiosa.

No entanto, durante os dois primeiros séculos, o Mosteiro de Macaúbas foi uma mansão preparatória feminina - a primeira do seu género em Minas Gerais. Estas casas eram usadas para educar meninas sobre princípios religiosos e para ensiná-las a ler, escrever, calcular, costurar e fazer outras atividades que as preparassem para quando se casarem. É escusado dizer que só as raparigas mais ricas da elite mineira podiam entrar nestas mansões. Além disso, prostitutas no processo de "reabilitação" e mulheres que estavam longe dos seus pais e maridos seriam mantidas nessas mansões por segurança.

© Wikimedia Commons/ Ailtonjx
© Wikimedia Commons/ Ailtonjx

Em meados do século XIX, uma escola para raparigas abriu, mas só durou até o início da década de 1920. Em 1933, a mansão preparatória foi fechada para dar espaço ao convento para as freiras da Ordem da Imaculada Conceição. Elas seguem um estilo de vida que é quase impensável para a sociedade atual e moderna em que vivemos. Longe da internet, o seu único contacto diário é com outras freiras e alguns funcionários do convento. As suas roupas cobrem o corpo inteiro, excepto o rosto e as mãos. Uma vida de total dedicação à oração e ao trabalho.

Mesmo que não aproves o seu estilo de vida, uma visita ao Mosteiro de Macaúbas é uma experiência que vale a pena. Naturalmente, existem outros locais em Santa Luzia que também podes visitar. Mas falaremos sobre isso em breve!


O autor

Romara Chaves

Romara Chaves

Sou um criador de conteúdos que também é apaixonado pelas artes e pelas viagens. Nasci no estado de Minas Gerais, Brasil, mas também passei muito tempo com a minha família no Espírito Santo. No Itinari, vou mostrar-vos como estes dois estados são lindos!

Histórias de que também poderá gostar