Dia na praia: Faro

4 minutos de leitura

Esta é uma história traduzida com a ajuda da tecnologia.

Este texto foi traduzido para Português a partir do original em English

O meu primeiro artigo sobre Faro foi um guia geral da cidade, mas não consegui chegar a todos os aspectos que tornam a minha cidade incrível, e um deles é a praia. Neste artigo vou mostrar-lhe o que pode esperar de um dia normal na Ilha de Faro. Esta praia não é tão adornada ou cheia de gente como outras no Algarve, e ainda é um dos meus destinos favoritos para passar o Verão! Suponho que não há nada como a nossa casa.

Praia de Faro
Praia de Faro
N527-, Av. Nascente 1, 8005-520 Faro, Portugal
Praia de Faro Este
Praia de Faro Este
Av. Nascente, Portugal

A (falsa) Ilha

A praia de Faro não está localizada na cidade como as de Albufeira, Vilamoura ou Quarteira, já que Faro, embora localizada perto da costa, não tem praias por causa da Ria Formosa; uma reserva natural que ocupa toda a costa de Faro, é um ecossistema pantanoso, verde e rico que se transforma com as marés, por vezes expondo massas de terra quando a maré está baixa, ou submergindo-as quando sobe, criando assim uma série de ilhas e dunas que constituem as praias locais. Mas a Ilha de Faro não é realmente uma ilha, é na verdade uma península, mas dependendo da maré, a sua ligação ao continente é cortada, deixando apenas a enorme faixa de areia que serve de praia. Mas ao contrário das outras "ilhas", Faro é acessível não só por ferryboat, mas também por carro e autocarro.

Parque Natural da Ria Formosa
Parque Natural da Ria Formosa
Ria Formosa Natural Park, Faro, Portugal

Praia de Faro

A Praia de Faro é estreita, oferecendo dois lados, um banhado na água da Ria Formosa e outro banhado pelo oceano. Ambos os corpos de água se encontram no final da praia, no que se chama Barrinha (sobre a qual vou elaborar mais no futuro).

Praia da Barrinha
Praia da Barrinha

Algumas pessoas nadam na Ria Formosa, mas ela é usada principalmente para atracar barcos, enquanto a própria praia principal fica do lado do oceano, onde a maioria das pessoas se banha. Relativamente calma, esta praia não fica superlotada e caótica como outras, já que uma grande parte dos seus frequentadores são locais ou alguns estrangeiros que chegaram do aeroporto mesmo ao lado da praia. Mas ainda pode ser um incómodo estacionar, por isso esteja preparado (ou vá de autocarro ou barco)! Por toda a ilha encontrará restaurantes, cafés e alguns pequenos negócios; do lado esquerdo verá um grande contentor de água, que marca a localização do Parque de Campismo, embora este esteja a passar por algumas mudanças e sirva agora principalmente como parque de estacionamento para carros ou caravanas, por isso não espere poder acampar se trouxer apenas uma tenda. A natureza fina e longa da praia é ótima para caminhadas, portanto não deixe de reservar algum tempo para caminhar um pouco até à Barrinha (à esquerda) e pegar em algumas das conchas que chegam à praia (cuidado para não pisar nenhuma concha partida). O que eu mais gosto nesta praia é que a combinação de todos os seus atributos realmente contribui para uma experiência muito relaxante, e isso é realmente tudo o que é preciso nas férias de verão!

Alguns conselhos

O acesso à praia de carro é feito através de uma ponte velha e pequena, e infelizmente, o que normalmente acontece no horário em que a maioria das pessoas chega, entre as 22h e o meio-dia, é que o tráfego fica um pouco congestionado, por isso não deixe de chegar cedo! E o mesmo se aplica ao sair da ilha! Sobre o estacionamento, como disse anteriormente, tende a ficar cheio muito rapidamente, mesmo com o Parque de Campismo fornecendo algum espaço adicional de estacionamento; mas recentemente foi construída uma área de estacionamento pouco antes da ponte para entrar na ilha, por isso se não se importa de caminhar pela ponte inteira, pode encontrar um lugar para estacionar aí, caso contrário é melhor simplesmente apanhar o autocarro ou o ferry. Uma sugestão se procura algo para comer é o restaurante Roque, um pouco à direita da ilha. Há muitos bons restaurantes lá, mas este é apenas o meu favorito. Por último, tenha cuidado quando a maré está baixa; por vezes um pequeno peixe chamado Peixe-Aranha pica as pessoas escondendo-se na areia macia, por isso tenha cuidado onde pisa; tem havido menos casos na praia de Faro ao longo dos anos e a picada, embora dolorosa, não é fatal nem nada disso, e os nadadores salvadores normalmente sabem como tratá-la. (E use sempre protetor solar!)

Espero que isto tenha despertado o seu interesse! Vou definitivamente escrever muito mais sobre a ilha e Faro em si, e espere por uma focada na Ria Formosa também muito em breve! E para mais um artigo sobre a praia de Faro, e outras praias vizinhas, não deixe de conferir este artigo do colega editor Vasco, bem como o resto da sua maravilhosa série sobre as praias do Algarve.

Divirta-se!


O autor

André Jesus

André Jesus

Eu sou André, de Portugal. Cresci no sul, mas vivo em Lisboa. Sempre que posso, saio e experimento o que Portugal tem para oferecer. E estou aqui para partilhar essas experiências!

Histórias de que também poderá gostar