© Istock/ dabldy
© Istock/ dabldy

Arquitetura moderna no Museu do Amanhã do Rio de Janeiro

3 minutos de leitura

Esta é uma história traduzida com a ajuda da tecnologia.

Este texto foi traduzido para Português a partir do original em English

O Rio de Janeiro é conhecido mundialmente por sua beleza: não apenas por suas paisagens naturais, mas também por seus milagres de engenharia, como a estátua do Cristo Redentor, ou o teleférico do Pão de Açúcar, ou ainda o incrível Estádio de Futebol do Maracanã. Desde 2015, o Museu do Amanhã, juntou-se a essa lista! É uma maravilha projetada pelo famoso arquiteto espanhol Santiago Calatrava, especialmente para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016. Neste artigo, vou guiá-lo através deste museu e suas curiosidades.

Museu do Amanhã, Rio de Janeiro
Museu do Amanhã, Rio de Janeiro
Praça Mauá, 1, 20081-262 Rio de Janeiro, Rio de Janeiro

Antecedentes

O Museu do Amanhã foi concebido para ser uma peça de arte não relacionada com o tempo, algo que representa o eterno "amanhã". O projeto foi o resultado de uma parceria público-privada entre o Governo Federal do Brasil, a Prefeitura do Rio e o setor privado, em 2014. O objetivo era mostrar o Brasil como o país de amanhã.

© iStock/ R.M. Nunes
© iStock/ R.M. Nunes

Para o desafio, Santiago Calatrava foi convidado. Ele é mundialmente famoso pelas suas longas colunas e estruturas de ferro que desafiam as leis da física - ou, pelo menos, esta é a sensação que se tem quando se visita os seus edifícios. A construção levou cerca de cinco anos para ser concluída e aberta ao público em 2015, um ano antes dos Jogos Olímpicos.

Os destaques do museu

© Agência Brasil / Tomaz Silva
© Agência Brasil / Tomaz Silva

O Museu do Amanhã está focado na nossa existência. Por causa disso, ele está dividido entre as seguintes seções: Cosmos, Terra, Antropocénico, Amanhã, e Nós. Dentro dele, você pode ver o caminho narrativo guiado por cinco questões principais: "De onde viemos nós? Quem somos nós? Onde estamos nós? Para onde estamos indo? Como é que queremos ir?".

Uma das atrações mais populares do museu é a "Sala do Cosmos", localizada no centro do museu. Esta seção é o início da exposição e apresenta um vídeo de 360 graus sobre a história da humanidade. Recomendo vivamente que vá directamente para lá, assim que entrar no museu porque, dependendo do dia, provavelmente precisará de fazer fila. A sala apresenta um vídeo de 360 graus, mergulhando o visitante numa aventura tecnológica.

© iStock/ ValterCunha
© iStock/ ValterCunha

Outra atração surpreendente localizada no fundo do museu é uma escultura gigante de Frank Stella, um artista contemporâneo dos Estados Unidos. O nome da escultura é Puffed Star II, uma estrela de vinte pontas, com seis metros de diâmetro. Ela está localizada no espelho d'água em frente à Baía de Guanabara - provocando ao visitante uma experiência visual incrível. Se você olhar mais além, verá também a Ponte Rio-Niterói (outra maravilha arquitetônica do Rio de Janeiro) e a ilha de treinamento da marinha - esta, proibida para visitação.

Como chegar lá

Se você for de carro, tenha em mente que o Museu não tem estacionamento próprio. No entanto, existem estacionamentos privados na região. Por causa disso, não recomendo esta opção. Se você pretende ir de transporte público, existe o VLT (uma espécie de bonde). Basta pegar a linha 1 (azul) em direção ao aeroporto Santos Dumont e descer na "Parada dos Museus". A estação de VLT fica perto do seu destino, a cerca de 200 metros do Museu do Amanhã.

© iStock/ visicou
© iStock/ visicou

Se você quiser ir de trem, basta descer na estação "Central do Brasil" e de lá pegar a linha de ônibus 225. Saindo de metrô, você tem que descer na "Estação Uruguaiana" e andar pela "Avenida Presidente Vargas", pela "Rua Acre". Se você estiver do outro lado da Baía de Guanabara (as cidades de Niterói, São Gonçalo, Itaboraí, etc.), há uma opção de balsa. Eles deixam os visitantes na praça chamada "Praça XV" e, de lá, você pode fazer uma agradável caminhada de 20 minutos.

Preços e horários de abertura

O museu está aberto de terça-feira a domingo, das 10h às 18h. A bilheteira está aberta até às 17h. A entrada é de vinte reais por um preço total (ou seja 3,50 euros) e dez reais pelo desconto. O local também oferece entrada gratuita às terças-feiras.

Espero que você aproveite esta experiência fantástica: visitar o Museu do Amanhã no Rio deve ser definitivamente adicionado à sua lista enquanto estiver no Brasil. É um dos meus lugares favoritos para passear e apreciar a arquitetura moderna.


O autor

Fabio Jardelino

Fabio Jardelino

Nasci em uma cidade grande no Brasil, chamada Recife, mas percebi que não era grande o suficiente para mim. Morei no Brasil, depois no exterior e atualmente estou na Europa, mas sempre que tenho chance, volto ao Brasil para curtir meu maravilhoso país. Além disso, quero dar um pouco dessa experiência brasileira para vocês, através de meus artigos e fotos.

Histórias de que também poderá gostar