© iStock / Gilberto_Mesquita
© iStock / Gilberto_Mesquita

O pitoresco centro de Olinda: um patrimônio mundial da UNESCO

4 minutos de leitura

Esta é uma história traduzida com a ajuda da tecnologia.

Este texto foi traduzido para Português a partir do original em English

Como mencionei em artigos anteriores, Pernambuco foi significativo durante os primeiros anos da colonização do Brasil, tendo sua economia baseada no comércio de cana-de-açúcar. Apesar de Recife ter o Porto e o protagonismo econômico, a cidade de Olinda foi escolhida para ser a Capital do Estado. Por questões de defesa, a cidade foi construída em encostas com vista para o Oceano Atlântico, perto do istmo do Recife, onde está o seu Porto. Hoje, ainda muito bem preservada, o centro da cidade possui uma vida cultural surpreendente e uma bela arquitetura, sendo considerada Patrimônio Mundial da UNESCO. Além disso, Olinda, em 2006, foi a Capital Brasileira da Cultura. Ir para lá é como viajar no tempo, de volta ao período colonial. Espero que você goste!

Antecedentes históricos

Vamos começar do início: A história. Fundada em 1535, a cidade foi a casa da aristocracia portuguesa. Olinda foi a cidade mais rica do Brasil Colonial entre o século XVI e as primeiras décadas do século XVII. Era conhecida como a "Pequena Lisboa", dado o aspecto comparável com a Capital de Portugal. Olinda foi tão importante que foi a sede do Brasil Colonial entre 1624 e 1625. Permaneceu próspera até a invasão holandesa da Capitania de Pernambuco, anos mais tarde. Após a conquista, para demonstrar poder, o exército holandês incendiou Olinda e começou a construir suas próprias casas na nova capital (Recife), que foi então chamada de Nova Holanda. Após a conquista de Pernambuco por Portugal, Olinda voltou a ser a sede da capitania, mas isso não durou muito tempo. Sem a influência do passado, os senhores de Recife começaram uma batalha contra a aristocracia de Olinda. Vitoriosos, reivindicaram o título de 'Capital do Estado', que não mudou até hoje.

© iStock / zoroasto
© iStock / zoroasto

Comece sua viagem na Praça Carmo

No centro da cidade de Olinda, há vários lugares para ir. Claro, para descobrir 100% da região você tem que caminhar sozinho, mas eu vou te dar algumas dicas aqui. Quando você for ao Olinda Center de carro ou de transporte público, você eventualmente começará a sua viagem na Praça do Carmo. Não há muitas maneiras de ir ao centro, e essa é, na verdade, a entrada principal. A dica aqui é partir do Carmo e fazer o resto do percurso a pé.

© iStock / zoroasto
© iStock / zoroasto

Opções de visita turística

Na praça, você encontrará a Igreja do Carmo (ou Igreja do Carmo de Olinda), uma das maiores de Olinda. Começou a ser construída por volta de 1580. Os holandeses a destruíram parcialmente em 1631, e após a expulsão dos invasores, ela foi totalmente reconstruída até 1726. Outro local que poderia interessar-lhe em Olinda é a Basílica e o Mosteiro de São Bento. Lá, não muito longe, na prefeitura de Olinda, você encontrará a famosa rua 15 de Novembro: oferece a melhor vista sobre os arranha-céus do Recife (é onde a maioria das fotos do carnaval são tiradas).

Igreja do Carmo de Olinda
Igreja do Carmo de Olinda
Praça do Carmo, s/n - Carmo, Olinda - PE, 53120-090, Brasil
© Fábio Jardelino
© Fábio Jardelino

Sé colina, um dos pontos mais altos da cidade

Como eu disse, Olinda foi construída sobre colinas, por isso prepare-se para caminhar pelas ruas das colinas. Mas eu garanto que a viagem vale a pena. Um dos pontos mais altos de Olinda é o morro da Sé (ou Alto da Sé), onde se encontra a Igreja da Misericórdia, que também foi palco da construção do primeiro hospital do Brasil, inaugurado em 1540. Mas antes de subir até lá, é preciso passar pelo Mercado da Ribeira, outro ponto turístico essencial em Olinda. Lá, os portugueses costumavam comercializar especiarias, produtos e até escravos.

© Prefeitura de Olinda / Passarinho
© Prefeitura de Olinda / Passarinho

As melhores vistas da região

No monte da Sé, você encontrará a melhor vista da região. De lá você tem uma vista perfeita da cidade do Recife e de toda a costa de ambas as cidades, Recife e Olinda. O lugar é tão incrível que em 26 de fevereiro de 1860, um cometa foi observado de lá: foi conhecido como o Cometa Olinda, o primeiro a ser descoberto na América Latina. Depois disso, o Observatório de Olinda para estudos das estrelas foi construído lá, e é um lugar que você definitivamente tem que visitar. A apenas alguns metros de distância, encontra-se o Elevador Panorâmico de Olinda, ligado ao edifício onde se encontrava o Tanque de Água da cidade. O local oferece uma excelente vista panorâmica de 360º de Recife e Olinda. Embora você tenha que pagar para subir, a tarifa não é superior a cinco reais (ou seja, 1 euro).

© Prefeitura de Olinda
© Prefeitura de Olinda
Olinda Panoramic Elevator
Olinda Panoramic Elevator
126 - R. Bpo. Coutinho - Amaro Branco, Olinda - PE, 53020, Brasil
Mercado da Ribeira
Mercado da Ribeira
R. de São Bento, S/N - Carmo, Olinda - PE, 53020-080, Brasil

Carnaval em Olinda

© Prefeitura de Olinda / Arquimedes Santos
© Prefeitura de Olinda / Arquimedes Santos

Olinda pode não ser a Capital do Estado, mas ainda é uma cidade importante para Pernambuco e Brasil. Apesar da bela e bem conservada arquitetura colonial, Olinda é um dos maiores centros culturais do Brasil. Lar de vários artesãos, pintores, bandas de música, a cidade realiza um grande evento todos os anos. O Carnaval: é uma incrível festa de cinco dias onde você pode caminhar por todas as ruas de Olinda, numa onda de cor, alegria, gente e música. Do Carmo ao Alto da Sé, passando pelo mercado Quatro Cantos e Ribeira, a beleza do Carnaval de Olinda é a liberdade que você tem enquanto caminha pela cidade, seguindo alguma banda de música. É uma experiência única.

Eu poderia continuar escrevendo mais de vinte páginas, e ainda assim não seria suficiente para descrever tudo o que Olinda é. Há uma razão pela qual Olinda é patrimônio mundial da UNESCO: é porque este lugar é simplesmente incrível.

Quatro Cantos (Olinda)
Quatro Cantos (Olinda)
R. Prudente de Morais, 483 - Carmo, Olinda - PE, 53020-140, Brasil

O autor

Fabio Jardelino

Fabio Jardelino

Nasci em uma cidade grande no Brasil, chamada Recife, mas percebi que não era grande o suficiente para mim. Morei no Brasil, depois no exterior e atualmente estou na Europa, mas sempre que tenho chance, volto ao Brasil para curtir meu maravilhoso país. Além disso, quero dar um pouco dessa experiência brasileira para vocês, através de meus artigos e fotos.

Histórias de que também poderá gostar