Lendário comboio bósnio de bitola estreita "Ćiro" em Višegrad

2 minutos de leitura

Esta é uma história traduzida com a ajuda da tecnologia.

Este texto foi traduzido para Português a partir do original em English

Quer seja um antigo entusiasta dos caminhos-de-ferro ou apenas um curioso explorador dos caminhos imbatíveis, esta história vai inspirar-te a colocar a Bósnia-Herzegovina, a última jóia por descobrir da Europa, na tua lista de desejos. Quando se trata de comboios, da sua história e lendas, este país esconde uma das partes mais atraentes dos antigos caminhos-de-ferro da Europa. E não se trata apenas dos velhos carris, mas também dos velhos comboios. Acompanhados por cenários cinematográficos deslumbrantes nos arredores de Višegrad, a cidade mais bonita da Bósnia, este passeio vale a pena todos os esforços. No caminho-de-ferro de bitola estreita de Višegrad a Morka Gora (na Sérvia), você vai sentir vontade de entrar na máquina do tempo e recuar pelo menos um século atrás. Durante o passeio, você vai descobrir por que um lendário trem bósnio de bitola estreita 'Ćiro' é uma verdadeira atração em Višegrad.

O caminho-de-ferro mais caro do início do século XIX

A ferrovia de bitola estreita de Višegrad a Vardište pertencia à antiga ferrovia bósnia oriental, que era uma parte essencial da linha de bitola estreita que ligava duas grandes cidades da região de Sarajevo e Belgrado. Construída entre 1903 e 1906, pelo império austro-húngaro, esta foi uma das ferrovias mais caras do início do século XIX. A construção total custou 75 milhões de coroas de ouro ou um quilograma de ouro por metro de ferrovia. Na verdade, a posição estratégica de Višegrad, que se situava na fronteira com a Sérvia, estava por detrás da motivação dos austro-húngaros. No entanto, apenas em 1925, após a Primeira Guerra Mundial, o caminho-de-ferro foi oficialmente aberto e em funcionamento. Durante quase 50 anos, esta via férrea desempenhou um papel importante na ligação entre a Bósnia e a Sérvia antes do seu encerramento em 1974, por razões de rentabilidade.

Transformando uma ferrovia em uma atração turística

Créditos fotográficos para a organização de Turismo de Višegrad

A idéia de reconstruir uma parte da antiga ferrovia apenas para turistas estava sempre presente, mas levou 30 anos para implementá-la. No lado da Sérvia, isto aconteceu em 2003, quando o caminho-de-ferro de Mokra Gora a Vitasi, conhecido como "os oito Šargan" foi renovado e transformado numa atracção turística. Na Bósnia, graças aos investimentos do governo da República Srpska (uma das entidades do país) todas as obras de reconstrução foram concluídas até 2010, quando o primeiro e lendário trem de bitola estreita "Ćiro" chegou de Mokra Gora a Višegrad. Desde então, o trem está conectando esses dois lugares, não regularmente, mas a pedido de passeios organizados, já que algumas obras são necessárias no futuro.

"Ćiro" fazia parte da vida de toda a gente.

Créditos fotográficos para a organização de Turismo de Višegrad

O comboio, cujo nome oficial é "Nostalgia", entre os bósnios é carinhosamente chamado "Ćiro". E conta a história nostálgica entrelaçada com a história da região. Durante muitas gerações, este comboio fez parte da vida de todos. Décadas atrás 'Ćiro' transportava trabalhadores, agricultores, crianças, estudantes, turistas, mas também correio, gado, carvão e alimentos. Apesar de uma densa nuvem de fumo e de um cheiro específico, tanto os viajantes como as pessoas que viviam nas estradas de ferro gostaram. Ćiro" fazia parte das histórias e experiências de vida das pessoas. Assim, um passeio de comboio panorâmico com um lendário comboio bósnio de bitola estreita "Ćiro" em Višegrad é muito mais do que uma simples viagem. É uma experiência de viagem no tempo excepcional, onde você pode sentir como a vida na estrada de ferro era antigamente.

Višegrad Town
Višegrad Town
Višegrad, Bosnia and Herzegovina
Mokra Gora
Mokra Gora
Mokra Gora, Serbia

O autor

Ljiljana Krejic

Ljiljana Krejic

Eu sou Ljiljana, da Bósnia e Herzegovina. Sendo jornalista, não consigo fugir dessa perspectiva quando viajo. A minha missão é fazer-te explorar a última jóia por descobrir da Europa.

Histórias de que também poderá gostar